13 de agosto de 2008

Ventura

Se por ventura encontrar em meu olhar um vazio
Não me chame que sou capaz de me perder na eternidade dessa lacuna
Não me julgue nem me descubra que o frio vem pesado e corta
Deixe meu engendrar andar sozinho que me encontro melhor

Se por ventura encontrar em meu olhar um vazio
Não me chame que hoje acordei antes da hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário