23 de novembro de 2011

Matinal

amo mais pela manhã
ao despertar em teus braços
no ombro dormente
e dormimos novamente
sem compromisso

amo mais pela manhã
ao acariciar teu corpo
no gelo do inverno
quando vejo o destino tardio
sem desespero

amo mais pela manhã
ao sentir o sol penetrando a janela
no convite para o passeio
quando leio um canto de riso
sem preocupação

não se discute
amo mais pela manhã
bom dia pra sempre

Nenhum comentário:

Postar um comentário