26 de fevereiro de 2016

menor a noite


pulou janela entreaberta
menor a noite que o sonho dela
saiu com vestido de ficar em casa
debruçado em seu rosto o céu quis saber
"aonde vai"
ela devolveu riso leve feito flor
passearam em seus olhos
todas as estrelas
andou sob lua âmbar
tão cheia de magia tão sua
"aonde vai" 
quis saber a lua
respiração suspensa
peito adentro o silêncio recuou
ela então sussurrou segredo
"vou longe vou
ser onda no horizonte"
e seguiu dançando melodia inventada
com vestido de ficar em casa
costurando a noite a estrada afora

13 de fevereiro de 2016

solidão é lava


a tempestade que nos separa é a mesma que vela nosso sono onde somos livres onde estamos juntos sem querer despertar